Pangasius

R$0,70

Sobre o Pangasius

Cultivado há mais de mil anos no Rio Mekong, no Vietnã, o panga rende até 50% de filés. Poucos estados no Brasil estão autorizados a inserir esta cultura nos seus sistemas de produção aquícola. O pioneiro foi o estado de São Paulo, acompanhado pelo Rio Grande do Norte e Maranhão. Vários outros estados tentam a introdução deste exótico – e até já cria, embora de forma tímida -, procurando convencer os órgãos ambientais de seus estados.

Uma das principais características do panga é ter respiração branquial ou aérea, que é um método facultativo. Ele utiliza esta respiração aérea quando é necessário. Por isso, não precisa ter uma grande quantidade de oxigênio na água. Não há necessidade de ter um aerador dentro de um tanque de criação, por exemplo. Com essa vantagem no espaço físico, produzindo pangasisus você pode ter uma produção 4 vezes maior do que quando utilizados peixes redondos.

O Panga leva em torno de nove meses para atingir o peso de 1,2 quilos, ideal para o abate. Mas, os produtores brasileiros conseguem finalizar a produção em apenas seis meses. Cada quilo de peixe rende 400 gramas de filé, ou seja, quase 50% de rendimento.